Aviso: RigorTático em Manutenção      

Braga vence Olhanense por 4-1 e volta assim ao caminho das vitórias


Braga: A equipa de Jesualdo Ferreira acabou de vencer o Olhanense por um esclarecedores 4-1, num jogo em Eder voltou a marcar pelos bracarenses.
O Treinador já tinha avisado a necessidade de conquistar os 3 pontos e não é que os "Guerreiros" chegaram esta partida, com sede de vitorias e dispostos a deixar tudo em campo frente a Olhanense incapaz de parar a força minhota.
E foi sem dó e piedade, que o Braga entrou em campo e marcou o primeiro golo, logo aos sete minutos, por Aderlan Santos soltando o primeiros grito dos 8245 adeptos presentes nas bancadas que já ansiavam  à muito tempo a conquista de pontos, o irrequieto Rafa Silva,
13 minutos fez o segundo golo dos minhotos deixando no ar que ira ser esta noite o regresso as vitorias.
Na segunda parte no Estádio Axa, a equipa algarvia entrou com confiança e uma infantilidade de Mauro, que travou Dionisi em falta dentro da área trouxe uma grande penalidade para os homens de Paulo Alves. Onde Celestino não falhou e trouxe alguns minutos de pânico à Pedreira.
Os homens de Olhão até assustaram mas, apenas dispuseram de um par de oportunidades de golo, começava-se ouvir assobios na bancada e Dionisi quase empatava. E quando  já se fazia-se sentir na Pedreira o regresso dos fantasmas, Eder  que  não marcava no campeonato há nove meses, deu um pontapé definitivo na crise de resultados do Sp. Braga fazendo suspirar um enorme alivio. 
Pardo, que entrou já nos descontos, ainda teve tempo de tocar na bola e  fazer o quarto. O SC Braga assim já pode respirar ao somar a sua quinta vitória, com a conquista  deste três pontos e recarregar as baterias para o resto da temporada., enquanto Paulo Alves tem muito que fazer nesta equipa do  Olhanense que arrecadou as sua  sexta derrota e pode terminar no decorrer da jornada nos lugares de despromoção.

ACOMPANHE TODOS OS RESULTADOS E ESTATÍSTICAS MINUTO A MINUTO E REVEJA AS SUAS APOSTAS - Livescore by: futebol.com

Um humilde Paços trava líder Fiorentina; Empate em Sevilha insuficiente para o Estoril; Nulo dita adeus do Vitoria de Guimarães à Liga Europa


Grupo E Paço de Ferreira 0-0 Fiorentina: O Paços empatou com o Fiorentina 0-0 e assim ficou eliminado da prova europeia, mesmo assim de referir que a equipa portuguesa fez que os italianos perdessem os primeiros pontos desta edição da Liga Europa. Num jogo em que foi equilibrado mas sempre com os " Violas " mais perigosos foi a equipa da capital da moda a ter a primeira oportunidade de golo, falhada por Bebé de uma forma incrível. Depois na segunda parte a equipa da Fiorentina foi à procura do golo muitas vezes pelo ex-sportinguista Matias Fernandez que ainda reclamou um penalty mas o desejo não foi concedido pelo árbitro, apito final empate no duelo do Paços e Fiorentina.

Grupo H Sevilha 1-1 Estoril: Já o Estoril foi ao terreno do Sevilha empatar com a equipa espanhola a uma bola, apesar do empate a equipa portuguesa ainda têm hipóteses remotas de chagar à fase seguinte pois têm de haver uma conjunção de resultados favoráveis aos portugueses. Falando do jogo a equipa da casa adiantou-se cedo no marcador por Kevin Gameiro mas ao aproximar do minuto 90 Rúben Fernandes fixou o resultado num empate dando poucas esperanças ao Estoril de Praia.

Grupo I Rijeka 0-0 Vitoria de Guimarães: O Vitória de Guimarães foi ao terreno do Rijeka empatar a zero e perdeu todas as esperanças em qualificar-se para a fase seguinte pois o Lyon ganhou ao Bétis e têm uma vantagem pontual sobre os portugueses que já é difícil de anular. Quanto ao jogo a equipa treinada por Rui Vitória bem tentou ganhar mais a bola parecia que não queria entrar mas não de esquecer das oportunidades criadas pelos croatas na primeira parte por isso o resultado enquadra-se pelo trabalho realizado das equipas dentro de campo.

Grupo A: Melgarejo bisa na goleada do Kuban Krasnodar (4-0); João Pereira e

Postiga vencem em Gales (1-0)

Grupo B: Ludogorets confirma 1.º lugar a equipa de Fábio Espinho venceu PSV (2-0); o Chornomorets  venceu o Dinamo Zagreb, que contou com Rúben Lima e André Pinto no 11 inicial, por 2-1.
Grupo C: Apurados não cedem e triunfam, Red Bull Salzburg venceu o Elfsborg por 1-0 e Esbjerg recebeu e venceu o Standard Liège por 2-1
Grupo D: Zulte-Waregem surpreende Wigan (2-1) e sobe ao 2º lugar, já depois do Rubin Kazan ter empatado com o Maribor.
Grupo E: Dnipro vai em busca do 1.º posto
Grupo F: Frankfurt garante 1º lugar apos vencer o bordeaux por 1-0; Paulo Sousa empata e fica perto da qualificação
Grupo G: Miguel Veloso derrotado na Bélgica (3-1); Rapid Wien manteve vivo o sonho de chegar aos 16 avos de final da Liga Europa ao vencer o Thun por 2-1
Grupo H: Friburgo supera Slovan Liberec (2-1);
Grupo I: Lyon alcança qualificação frente ao Bétis (1-0)
Grupo J: Bosingwa titular na vitória do Trabzonspor  por 4-2 e Lazio venceu o Legia Warszawa por 2-0, e dois já segue para fase seguinte.
Grupo K: Tottenham mantém-se 100 por cento vitorioso (0-2); Anzhi empata em casa com o Sheriff.
Grupo L: AZ e PAOK vencerem ambos por 2-0 decidem o primeiro lugar na última jornada.

Grupo A: Noite de gala de Wayne Rooney nos 5-0 do Manchester United e Shakhtar Donetsk bateu a Real Sociedad em mais uma goleada; Real Madrid goleia com dez e Juventus vence com um hat-trick de Artur Vidal; Paris SG mantem viva a esperança encarnada no apuramento;Grupo D: Campeão europeu ganha na Rússia e Manchester City bate Plzen;


Grupo A:Reds Devils conseguiram o apuramento ao vencerem na Alemanha o Bayer Leverkusen por 5-0 numa noite em que Rooney brilhou com quatro assistências (veja o video)Nani fechou as contas aos 88'. O Manchester com o português de início, começou muito activo nos primeiro minuto, o Leverkusen não ficou atras e chegou a chutar mais que os ingleses, (Can, aos 12 minutos, assustou mas david De Gea resolveu ) o que fez com que os alemães abrissem espaços na defesa. Red Devils aproveitaram bem e num contra-ataque mortífero dos ingleses, que começa numa recuperação excelente de Kagawa. A bola segue para Rooney, que tira um fantástico cruzamento para Valencia, que se limita a encostar ao segundo poste.Já nos 30 minutos, no livre lateral para o Manchester, com número 10 a coloca a bola redondinha para área onde Smalling saltou mas foi Spahic que acabou fazendo autogolo. Na segunda parte, o jogo continuava em aberto, mas, o foi United que aproveitou e voltou a marcar, aos 65 minutos, Giggs, cobrou um canto,Rooney chutou e a bola chega aos pés doJohnny Evans, que se limita a encostar para terceiro golo. Desde a chegada de Van Persie ao clube, o camisa 10 tem jogado um pouco mais recuado. Com a ausência do holandês na partida, o atacante jogou como referência, mas foi decisivo como homem das assistências.
Aos 77’, Kagawa deu um ótimo passe para o Wayne Rooney por trás da defesa, que rematou e Smalling, a surge na zona de finalização para encostar. O quinto golo, foi marcado por Nani após um passe de Giggs, contorna Leno e fecha a goleada. 
A goleada do Shakhtar Donetsk, por 4-0, frente à Real Sociedad, voltou a fazer sonhar os ucranianos com uma presença da sua equipa nos oitavos-de-final da Liga dos Campeões. Num jogo onde só existiram golos brasileiros - Luiz Adriano, Alex Teixeira e Douglas Costa (bis) marcaram, os bascos acabaram por dizer adeus às competições europeias. Com este triunfo, os ucranianos precisam agora de fazer melhor que o Bayer Leverkusen na última jornada. O Shakhtar desloca-se a Old  Trafford enquanto que os bávaros deslocam-se ao  reduto da   Real Sociedad.


Grupo B: O Real Madrid conseguiu-o golear em casa por 4-1 frente ao Galatasaray, num jogo marcado pela expulsão de Sergio Ramos ainda na primeira parte. Mesmo com um a menos, o Real conseguiu abrir o marcador numa fabulosos golo de livre de Gareth Bale aos 37’.  O Galatasaray reagiu logo e empatou no minuto seguinte com Bulut, que recebeu belo lançamento de Drogba e mandou para o golo.
Na volta do segunda parte, o turcos tentar jogar na fragilidade de menos um jogador para Real, jogando em contra-ataque, mas o espanhóis aproveitaram a pressa do turcos para ampliar a vantagem aos 51’ minutos onde Di María cruzou da esquerda e Arbeloa escapou no meio da defesa para mandar para o segundo. Apostando na velocidade, os espanhóis ainda marcaram o terceiro aos 63’quando Arbeloa avançou pela direita e assistiu a Dí Maria que marca de pé esquerdo. Se por um lado o ataque merengue dava frutos, mas a defesa nem por isso,  Casillas fez uma grande defesa aos 72’, impedindo o cabeceamento de Drogba. Sneijder (entou para lugar de bruma que jogava de inicio) e Bulut, também criam um boa situação mas viram a ser travado por Pepe 
No fim, Isco teve tempo para tudo, ganhou dois ressaltos e rematou de pé esquerdo a fazer o quarto golo do Real Madrid.

O inesperado Arturo Vidal apontou na passada quarta-feira um hat trick, liderando a Juventus ao segundo triunfo na Liga dos Campeões, diante o Copenhaga, por 3-1. Na primeira parte numero 23 concretizou uma grande penalidade e levou a equipa italiana a vencer para os balneários.




No segundo tempo, o Kobenhavn até empatou, só que a noite era do chileno, que marcou mais duas vezes, fazendo o 3x1 final.Desta forma a Vecchia Signora sobe ao segundo lugar do grupo B com 6 pontos, mais dois que os dinamarqueses e que o Galatasaray, adversário da última jornada.Na calsifiçao o Real Madrid já esta apurando encanto, os pupilos de Antonio Conte precisam apenas do empate na Turquia para segurar a presença nos "oitavos" da liga milionária.



Grupo C: Os franceses podem continuar a sorrir ( seguem-nos atrás no ranking UEFA), porque foi ontem que tiveram um dos seus representantes a garantir a  presença nos oitavos-de-final ao contraio das equipas portuguesas que não dependem de si para passar. Pois foi o Paris Saint-Germain que venceu em casa o Olympiacos por 2-1 e garantiu assim o primeiro lugar.
Não foi preciso mais de 7 minutos para que Zlatan Ibrahimovic abrir-se o marcador no Parque dos Príncipes, onde se já começava a pensar num resultado parecido ao jogo na Grecia, onde PSG venceu por 4-1, no entanto o resultado ao intervalo permanecia-se.
No inicio da segunda parte, Verrati é expulso por acumulação de amarelos e muda o ritmo do jogo. Com domínio de posse de bola e um homem o Olímpiacos cresceu chegou ao empate com Kostas Manolas, aos 80' minutos.
Diante da pressão grega, o treinador parisiense Laurent Blanc fez uma série de mudanças uma delas, foi tirar Ibrahimovic para a entrada  Marquinhos, como objectivo de reforçar o sector defensivo para defender o resultado.

Mas  que Brasileiro, numa das suas poucas investida ao ataque, deu o belo passe para o uruguaio Cavani que marcar o golo da vitória.

Com este triunfo, os franceses passaram a somar 13 pontos e deram a possibilidade ao Benfica de igualar no segundo posto com Olímpiacos, com cada equipa a terem 7 pontos. Porem a equipa grega parte em vantagem para assegurar o segundo lugar, onde vai jogar em casa com o Anderlecht que tem apenas um 1 ponto na prova, na luz os benfiquistas vão ter pela frente o primeiro classificado PSG, onde terão que explorar o facto que a equipa de Paris já ter garantiu a sua passagem, se quiserem continuar a sonhar em jogar a final que realiza-se no seu estádio.



Grupo D:  O Bayern München foi a Moscovo bater o CSKA, num jogo disputado debaixo de muito frio e neve e onde se registou o enorme desperdício da equipa da casa.

A equipa de Pep Guardiola adiantou-se no marcador aos 17 minutos por Arjen Robben, num resultado que não sofreu alteração até ao intervalo, apesar das muitas oportunidades perdidas por Honda, Tosic e companhia.

No segundo tempo, numa grande jogada individual, Götze ampliou para 0x2, Honda reduziu de penálti e, também na conversão de um castigo máximo, Müller fechou as contas do desafio. O Bayern München tem agora 15 pontos e soma por vitórias todos os cinco jogos já realizados, estando apurado e com o primeiro lugar praticamente garantido
Manchester City não quis ficar atrás, e derrrotou o Plzen por 4-2, seu reduto e ainda segue com esperanças de alcançar o primeiro lugar do grupo.

Para isso, terá que ir a Munique bater o atual campeão europeu por mais de dois golos de diferença, já que a diferença entre ambos é de três pontos e os bávaros venceram em Manchester por 1x3.
Agüero abriu o ativo de penálti, só que Tomas Horava empatou antes do descanso. Na segunda parte, Nasri voltou a dar vantagem aos citizens, mas Tecl empatou novamente, tendo sido os avançados Negredo e Dzeko a conseguirem o triunfo.

Um Golo de Rodrigo aos 90 minutos ajuda as águias a sonhar com a passagem aos oitavos-de-final


Pedimos desculpa, desde já, mas devido à falta de tempo pessoal e profissional não foi possível fazer analise deste encontro. Porém deixamos, como sempre, o resume do jogo em video para quem quiser ver os melhor momentos da partida e retirar as suas próprias conclusões. Podem também comentar e deixar a vossa opinião.

Uma entrada a matar para um eliminação sem brilho: Sporting fora final-four da UEFA Futsal Cup; Jovens Benfiquista já estão apurados, vamos a ver o que fazem o Seniores



O Sporting organizou a ronda elite da UEFA Futsal Cup. E estreou-se em grande na ronda ao vencer o Rába ETO da Hungria por 6-1, onde Marcelinho, Pedre Cary e Divanei deram um vantagem confortável por 3-0 ainda antes do intervalo. Na segunda parte, os campeões nacionais voltaram a marcar por mais três ocasiões: Alex, que bisou, e Deo foram os restantes marcadores. Os Húngaros ainda tiveram cabeça para golo de honra por Harnisch. Com esta vitoria, o Sporting partiria para a segunda jornada empatado com os mesmos pontos  do Azar Naxçiva, que tinha vencido o Clube Futsal Eindhoven por 6-3. No segundo jogo, os leões voltaram a vencer após derrotarem por 6-1 o Club Futsal Eindhoven. A formação orientada por Nuno Dias, volta assim a golear, conseguindo esse feito através dos golos de Divanei, que bisou, Déo, Caio Japa, Alex e Marcelinho. Com este resultados,  a equipa portuguesa estava bem lançada para competir na mais importante competição a nível de clubes de futsal da europa, a Final-Four (onde podia ser realizada em portugal), precisado apenas no próximo encontro de um empate diante do Araz Naxçivan, uma vez que tinha vantagem no fator de desempate (devido ao facto dos leões contarem com mais golos marcados e menos golos sofridos). No passado domingo, no complexo desportivo de Almada, os campeões nacionais tinham apenas um empate a bloquear a sua passagem a fase final. Porém, o campeão do Azerbaijão foi mais eficazes que o leões. Os pupilos de Nuno Dias nunca estiveram na frente do marcador e apenas conseguiram um empate momentâneo (1-1), com Divanei a igualar aos 12' depois do tento inaugural de Fabinho aos 11'. O Araz chegou depois ao 3-1 (Borisov e Amadeu) e Déo reduziu (22'), mas os azeris voltariam a construir uma vantagem de dois golos graças ao tento de Felipe Santos (26'). Na reta final, e com o Sporting a jogar com guarda-redes avançado, Alex deu novamente esperança aos portugueses (35'), mas Fabinho acabou por resolveu a questão com dois tentos seguidos (38' e 39'). A classificação final do grupo D acabou desta forma:

ClubesJVEDGMGSDGPts
1AzerbaijãoAraz Naxçivan3300176119
2Portugal Sporting Clube de Portugal320115876
3Hungria Győri ETO FC3102813-53
4Holanda CF Eindhoven3003619-130

Veja os vídeos da Participação do Sporting nesta UEFA Futsal Cup

Nuno Dias lamentou o facto de o Sporting ter falhado o apuramento para a final-four da Taça UEFA de futsal, depois da derrota com o Araz. No final, o técnico leonino admitiu que se trata de um enorme revés inesperado: "Na maior parte do tempo fomos nós que assumimos o jogo. Não por estratégia do Araz, mas por não nos conseguir pressionar na nossa zona defensiva. Mas eles foram mais eficazes. As poucas oportunidades que criaram concretizaram. Voltámos a pecar nesse aspeto. O ritmo de jogo não é desculpa para nenhuma das equipas. A diferença esteve apenas na finalização. Este é um objetivo falhado. Assumo essa realidade. O Sporting precisava de um empate, mas a nossa postura nunca foi essa. Sempre procurámos o golo e fomos a equipa que criou mais oportunidades"


A equipa jovem faz esquecer para já jogos da equipa A e garantiu o apuramento para o playoff da Liga dos Campeões Sub-19. Ainda que não tenha jogado nesta ronda da Youth League, as águias aproveitaram o empate a um golo entre Paris Saint Germain e Olympiacos. A equipa do Benfica soma 10 pontos e sabe que ficará em primeiro ou, no limite, em segundo lugar. Veja a classificação do grupo;

TeamsPPts
SL Benfica Benfica410
Paris Saint-Germain Paris56
RSC Anderlecht Anderlecht44
Olympiacos FC Olympiacos53

Breves: 
A imprensa brasileira noticiou ontem que o Sporting pode estar interessado na contratação de André, jovem (23 anos) avançado que esta temporada esteve ao serviço do Vasco da Gama e que inclusive pode avançar para a compra de parte dos seus direitos desportivos já em Janeiro.
- Diogo Salomão poderá estar de regresso à Galiza. O extremo português é um dos alvos do Deportivo da Corunha na reabertura da janela de transferências, revela esta terça-feira a rádio Cadena Cope. 
- O Arsenal parece bem colocado para garantir a contratação de Álvaro Vadillo, jogador do Bétis já apelidado de "novo Cristiano Ronaldo". De acordo com o programa Punto Pelota, o clube inglês estará na disposição de oferecer 20 milhões de euros ao clube andaluz pela aquisição do extremo espanhol, de 19 anos.
- No domingo, com o Gil Vicente, olheiros do Valência estiveram nos Barreiros para observarem Sami, porem, as intenções ficarão viradas Heldon o altor do golo da partida.

Salah o pesadelo de Mourinho nesta liga dos campeões; No grupo H já começam a "fazer as malas" ainda Jovens holandeses sem medo impõem a primeira derrota a Tata Martino; No grupo F, alemães, ingleses e italianos na luta pelo apuramento; O frango de Courtois num empate com zenit; Nulo na roménia


Grupo E: O Basileia voltou a ser a um pesadelo, para Chelsea e venceu a equipa orientada por José Mourinho por 1-0. No outro encontro disputado à mesma hora, o Steaua e o Schalke 04 empataram sem golos. Tal como no jogo de Stamford Bridge, o Chelsea não consegui-o vencer os suíços. Tendo o avançado do Basileia Salah voltar a marcar a Mourinho, ao apontar o único golo da partida aos 87 minutos. Desta forma, os helvéticos continuam a sonhar com o apuramento para os "oitavos". Já o Chelsea, mesmo com a derrota, carimba o passaporte para a próxima fase. O Steaua Bucareste e o Schalke não foram além de um empate sem golos na partida disputada na Roménia. Com este resultado, a equipa romena disse adeus às competições europeias pois apenas somou 3 pontos em 5 partidas, estando já eliminada. Já o Schalke, que tem 7 pontos, perdeu o 2.º posto para o Basileia (8 pontos) e adiou a decisão da qualificação para a última jornada, onde recebe o conjunto suíço.


Grupo F: Num dos grupos mais equilibrados da presente edição da Liga dos Campeões, o Arsenal recebeu e venceu o Marselha por 2-0, enquanto o Borussia Dortmund derrotou o Napoli por 3-1. No jogo em Inglaterra ainda nem um minuto de jogo estava decorrido e já os comandados de Arsène Wenger estavam na frente do marcador, graças a um golo bastante madrugador de Jack Wilshere. Na segunda parte, já depois de ter desperdiçado uma grande penalidade por intermédio de Ozil, o Arsenal ampliou a vantagem aos 65 minutos, com Jack Wilshere a bisar no encontro, deixando assim o Marselha na ultima posição, só com derrotas. No Signal-Iduna-Park, o Borussia Dortmund triunfou por 3-1 sobre o Nápoles com Marcos Reus e Kuba colocaram a equipa de Jurgen Klopp a ganhar por 2-0, Insigne, jogador da equipa italiana, ainda reduziu mas Aubameyang fechou o resultado final onde reabriu a hipótese de qualificação para os oitavos-de-final da liga milionária, num grupo onde ainda não há clubes apurados e tudo está em aberto. Alemães, ingleses e italianos podem alcançar a qualificação mas também poderão ser relegados para a Liga Europa.

Grupo G: Este foi o jogo em que equipa portuguesa não consegui aproveitar a oportunidade depois de ter visto o Zenit, o grande rival na permanência na Liga milionária, a não ir além de um empate, em casa, frente ao Atlético Madrid, no jogo da 5.ª ronda. Adrián abriu a contagem para os colchoneros aos 54 minutos e Courtois ficou mal na fotografia e ofereceu o empate aos russos com uma grande falhanço, sendo o golo concedido a Alderweireld na própria baliza à passagem do minuto 74. Não houve portugueses em jogo já que Neto não saiu do banco da formação orientada por Luciano Spalletti.

Grupo H: O Celtic disse ontem adeus às competições europeias após perder com o AC Milan, por 3-0. No outro encontro do grupo uma equipa jovem mas madura do Ajax surpreendeu o Barcelona e alcançou uma vitória que os mantém na luta pelo apuramento. Tata Martino sofreu a primeira derrota no comando do Barça.
Os Catalães caíram em Amesterdão, com Serero e Hoesen concretizaram um grande primeiro tempo em golos, sendo que Xavi, de penálti, reduziu logo no início da segunda parte (num lance que resultou na expulsão de Veltman).
Os escoceses, sem Baldé (ficou no banco os 90 minutos), foram batidos em casa pelos golos de Kaká, Zapata e Balotelli. A formação orientada por Neil Lennon tem três pontos e já não conseguirá chegar ao terceiro posto ocupado pelo Ajax, com sete pontos. Já os milaneses têm de esperar que na última ronda o Ajax não faça um melhor resultado que os próprios, de forma a garantir o apuramento.num grupo onde o Barcelona já esta apurado.

Porto empata com a equipa mais fraca do grupo e falha o assalto ao 2º lugar


 O conjunto de Paulo Fonseca acabou de empatar em casa a uma bola com o Áustria de Viena. Como este resultado FC Porto desperdiçaram a oportunidade de subir ao segundo lugar, depois do jogo entre Zenit e o Atlético de Madrid ter acabado empatado. Os azuis e brancos continuaram assim a permanece no 3º lugar do grupo, mas ficaram obrigatoriamente de vencer em Madrid, o Atlético, se querem carimbar a seu passagem ao oitavos de final.


Porto: A jogar em casa, frente a uma equipa que apenas tinha um ponto sem ter marcado qualquer golo nesta Liga dos campeões, previa-se uma    vitoria claramente ao jeito dos campeões nacionais.
Logo no inicio Paulo Fonseca surpreendeu ao apostar na dupla Mangala e Maicon e também a deixar Varela no banco.
Mas não foi isso e que fez desaparecer  os problemas defensivos da equipa, que depois de uma entrada sem chamas e pouco a imagem conhecedora do futebol dos azuis e brancos no minuto 11' apos um mau alivio de Danilo junto a bandeirola de canto, a bola sobrou para Roman Kienastt, que, ainda fora área, remata rasteiro para primeiro os austríacos. O Austria Wien marcava assim o seu primeiro golo na competição perante o FC Porto que não parecia que estava a jogar em casa, numa primeira parte com falta de criatividade, e poucas jogadas desequilibradoras, com as imensas perdas de bola por parte dos médios, mas mesmo assim por duas ocasiões os dragões  podia mudar a situação mas não souberam aproveitar uma em Jackson de cabeça este perto golo mas Lindner cedeu para canto, outra com Defour a ser servido por Lucho, mas o belga não consegue bater o guarda-redes.
Na segunda parte onde a equipa portista tinha obrigatoriamente de fazer muito melhor do que estávamos a ver, com entrada de Varela, Porto já respondia da melhor maneira. Quando aos 48' de pontapé de canto Mangala ganhou ao segundo poste de cabeça e,  Jackson Martinez da mesma maneira empata a partida.
O FC Porto a partir dai cresceu e empurrou o Austria Wien para seu grande área. A baliza Austríaca sofria uma tentiva de assalto com imensos bombardeamentos que iam  la para.
Lucho Gonzales, com peito, quase marcava, Varela no jogada confusa, com vários jogadores a poderem rematar, ganhou espaço mas viu seu o remate a ser desviado para canto. Paulo Fonseca acreditava e lançava para ataque Quintero e Ricardo, mas a medida que os minutos passavam os dragões ganhavam um ansiedade enorme de vencer no qual o Austria Wien construía a sua confiança no jogo.
FC Porto lutou ate fim, mas a bola não entrou, e perderam assim um bela oportunidade de passar e ficam assim a depender só de si para se apurar.
Mesmo assim a Liga Europa está garantida, mas não seria esse objectivo esperado para os campeões nacionais.                     

Da melhor defesa para a pior, André Vilas-boas é humilhado em Manchester (6-0); United deixa-se empatar no tempo de compensação (2-2)



 Manchester City 6-0 Tottenham - Até este passado domingo, o Tottenham tinha a melhor defesa da Premier League, mas bastou uma visita ao Ettihad Stadium em Manchester para perder, com estrondo, esse estatuto. Mais uma vez nesta época, o City mostrou grande inspiração ofensiva e triunfando por 6-0 sobre a equipa de André Villas-Boas, que sofreu tantos golos neste jogo como tinha sofrido em todos os outros anteriores.
 Com um meio campo onde Sandro e Paulinho só transmitiram músculo, Holtby mostrou a lentidão e previsibilidade do costume e Lamela deu mais uma prova de inadaptação ao futebol inglês, faltou sempre criatividade ao Tottenham. Havia muito músculo, é verdade, mas nenhuma inspiração.
Villas-Boas fez de resto muitas alterações num onze que não contava com jogadores como Eriksen (lesionado), Dany Rose (lesionado) Sigurdsson, Dembelé e Townsend (todos no banco).
A partir daí só deu Manchester City. Com um Kun Aguero inspirado, um Jesus Navas endiabrado e uma dupla de trincos (Yaya Touré e Fernandinho) que dominou por completo os momentos do jogo, a formação de Manuel Pellegrini construiu uma goleada que não sofre contestação.
De volta a titularidade do Tottenham Hugo Lloris teve um dia muito mau. Após os 14 segundos ter aliviado mal a bola, os  citizens aproveitaram para inaugurar o marcador, pelo espanhol Navas, partindo assim para o começo de uma grande exibição, ao contrária da péssima prestação defensiva dos spurs.
O segundo golo do City veio por auto-golo de Sandro num recarga de Negredo e antes o intervalo Agüero marcou o terceiro num desvio do cruzamento de Navas.
Na segunda parte, a equipa da casa entrou a todo o gás  e num contra ataque com um cruzamemto de Yaya Toure o argentino bisou, Negredo fez o quinto o espanhol recebe de Fernandinho, roda e dá nó em Dawson, e dispara para um grande golo. Navas também bisou com um falhanço incrível de Vertionghen numa bola longa o espanhol num remate limpo fechou as contas do jogo já nos descontos.
A formação de Villas-Boas até fez dez remates, contra quinze do Manchester City, mas a eficácia foi completamente diferente o Tottenham só por três acertou na baliza.
Feitas as contas esta é a pior derrota de sempre para Villas-Boas até aqui a pior goleada do treinador português tinha sido ao serviço da Académica, na Luz, frente ao Benfica de Jorge Jesus, por 4-0. Este domingo chegou à meia-dúzia.
O Tottenham, que perdeu oito dos últimos nove pontos disputados, está agora no oitavo lugar da classificação (Villas-Boas está portanto em maus lençóis numa época de enorme de investimento financeiro na equipa), enquanto que o Manchester City atingiu o quarto posto, em igualdade com o Southampton.


Cardiff City 2-2 Manchester United: Quanto ao Manchester United, tinha neste domingo que passou uma excelente oportunidade de subir ao quarto lugar, mas deixou-a fugir nos últimos minutos do seu confronto com o Cardiff. Os “red devils” estiveram a vencer quase até ao fim, mas acabaram por ceder um empate (2-2) frente à formação galesa e vão manter-se no sexto lugar, a par do Everton.
Nesta sua viagem ao País de Gales, em que foi acompanhada por Alex Ferguson, a formação orientada por David Moyes fez o 1-0 logo aos 15’, por Wayne Rooney, com o seu remate ainda a bater num defesa do Cardiff. Campbell fez o empate aos 35’, mas Evra, na sequência de um canto, colocou o United de novo na frente antes do intervalo. A formação galesa nunca desistiu e já no tempo de compensação conseguiu o empate, com um golo do coreano Kim Bo-Yung, quando tudo parecia apontar para a quarta vitória consecutiva do United. (Nani foi suplente não utilizado).


Futebol Internacional: 
Liga BBVA:O Valencia somou a sua sétima derrota no campeonato ao perder com o Elche (2-1), Com Ricardo Costa a titular, o outro português em campo foi Hélder Postiga, que apenas entrou aos 62 minutos.Os golos do Elche foram apontados por Fidel Gonzalez e Cristian Herrera. Juan Bernat fez o tento de honra do Valencia, que segue em 12º lugar com 17 pontos. O Sevilla, com vários portugueses no onze inicial, venceu o rival Betis por 4-0, no dérbi da cidade de Sevilha. No estádio Ramón Sánchez Pizjuán, o Sevilla contou com Beto, Daniel Carriço e Diogo Figueiras no onze inicial.Quanto aos golos, esses, foram apontados por Carlos Bacca (2'), Stéphane Mbia (44'), Machín Pérez "Vitolo" (59') e Vicente Iborra (88').Com este resultado, o Sevilla passa a somar 19 pontos e começar a tentar "agarrar"  os lugares de acesso à Europa. Já o Real Betis continua no último lugar. 
Ligue 1:O Monaco foi ao terreno do Nantes vencer pela margem mínima e conquistou os três pontos por     1-0.O único golo da partida apenas apareceu no segundo tempo. Aos 70 minutos, Mounir Obbadi bateu o guarda-redes do Nantes. Com esta vitória, o Monaco passa a somar 29 pontos, segue em terceiro lugar e não permite a aproximação do rival deste noite. Os monegascos contaram esta noite com os portugueses Ricardo Carvalho e João Moutinho, além dos ex-portistas Falcao e James.
Seria A:  A Juventus derrotou o Livorno por 2-0, numa partida teve Llorente (63') e Tevez(75') com os marcadores, e sobe ao primeiro lugar provisoriamente com 34 pontos mais dois do que a Roma o Livorno desce e ocupa 16º lugar com 12 pontos. 
O Internazionale empatou a uma bola com o Bologna. No estádio Renato Dall’Ara, Panagiotis Kone (12') colocou o Bologna na frente. Porém, Jonathan (51') empatou para o Inter, que contou para esta partida a titular Rolando. Com este resultado, o Inter passa a somar 26 pontos, enquanto que o Bologna tem 11.
Bundesliga: Na receção ao Hannover 96, o Hamburger esteve a perder, mas conseguiu virar o resultado e conquistar os três pontos.
Szabolcs Huszti, aos 28 minutos, abriu o ativo para os visitantes, só que Milan Badelj empatou logo de seguida, levando o resultado empatado para o intervalo.
Logo a abrir o segundo tempo, Maximilian Beister fez o segundo para o Hamburger SV e, já na reta final, Calhanoglu tranquilizou o Imtech Arena.

O Hamburger SV passou a somar 15 pontos e está na zona central da tabela, ligeiramente acima do Hannover 96, que tem 14.

Outra Vez Slimani! Sporting vence em Guimarães já perto do final


Fredy Montero cumpriu o quarto jogo sem marcar, mas tal não significou um mau resultado para o Sporting. Tudo porque em campo estava desde os 83' o argelino Slimani. Pois de ter um golo irregular, aos 87',  o argelino não desiste e  aos 90' de um canto da direita batido por Jefferson, Dier toca ao primeiro poste, Abdoulaye não consegue o corte, fazendo a bola chegar a Slimani, que só encosta e faz o primeiro da equipa leonina... O Sporting vence e empata com o Benfica no segundo posto, com 23 pontos, menos 1 que o líder FC Porto.
Este Foi um dos jogos mais esperados da 10º jornada. Nesta partida em Guimarães colocou duas equipas que vinha de maus resultados, a tentar tirar deste jogo um novo começo.
Veja pelos seus próprios olhos o golo de Slimani
Comparativamente com os últimos jogos, os dois conjuntos apresentaram-se com algumas mexidas. Leonardo Jardim operou as mudanças já esperadas, Dier e Carrillo renderam os castigados Rojo e Wilson Eduardo. Do lado do V.Guimarães Amorim e Tomané apareceram de forma surpreendente no onze. O jogo começou com pouca intensidade, mas foi o Vitoria que se começou a destacar-se com uma bola enviada ao ferro logo ao minuto 7, pelo inevitável Maazou. O avançado do Níger deu o primeiro aviso tirando tinta ao poste de Rui Patrício. O Sporting consegui reagir a boa entrada no jogo dos Vimaranenses e levou o nulo para o intervalo.
No segundo tempo numa corrida pele direita Carrillo, aproximou-se da área e remata para grande defesa de Douglas. Mesmo assim os leões demoravam a parecerem  no jogo e o Vitoria a aproveita e volta a controlar. Abdoulaye bateu um livre por cima, numa falta em que a equipa da casa  pediram  a expulsão de Cedric. Aos 67' Tomané, após livre lateral, cabeceou para defesa fácil de Rui Patrício.
Aos 70' Cédric Soares aparece na hora certa, tirando para fora um cruzamento de Maazou onde Tomané aparecia para fazer perigo. O jogo começava animar e golo podia aparecer a qualquer momento, os verde e brancos com alguma dificuldade nos seus ataques ofensivos fez com que Leonardo jardim mudasse os extremos com a entrada de Carlos Mané e Diogo Salomão  mas também sem qualquer novidade apostava no seu trunfo habitual, Slimani. 
O Sporting com as entradas animou e foi o argelino que queria fazer a festa em Guimarães onde aos 87'  colocou a bola dentro da baliza, mas em posição irregular, o mesmo continuo a procura do golo e após um canto pela direita em que o central Abdoulaye ficou muito mal na fotografia, ao 'entregar' a bola ao adversário em zona fatal.

Destaques:
Sporting:
O Sporting saiu de Guimarães com uma imagem a "antiga" fazendo uma exibição muito alem daquele que víamos no primeiros jogos apesar disso foi uma vitoria importante para os leões que saiam daqui com a boa motivação para continuação do seu crescimento como clube, ficando assim a um ponto do FC Porto. Destaque mais uma vez para Slimani,  o suplente de luxo de Leonardo Jardim entrou para ser decisivo no conjunto do Sporting. Aproveitou bem o momento em que a defesa do V.Guimarães adormeceu e levar três preciosos pontos para o conjunto de Alvalade. Foi um verdadeiro predador na única hipótese que teve de chutar para fundo da Baliza do Vitória. Aparecendo no lugar do castigado Rojo, Eric Dier, fez uma excelente exibição no eixo da defesa. Com cortes providenciais, o defesa inglês  teve um papel precioso ao evitar que os seus oponentes aparecessem em posição privilegiada. André Carrilo aproveitou o castigo de Wilson Eduardo para voltar a mostrar-se a Leonardo Jardim e dizer que é alternativa. Fazendo as melhores situações ofendias da equipa leonina  

Vit. Guimarães 
 Esperava-se mais concentração no jogo deste Vitoria SC depois de 4 derrotas consecutivas, a controlar o jogo ainda foi recuar no terreno desperdiçando assim oportunidade de atacar quando ainda tinha change.
Destaque para o nigerianoMaazou, mostrou a sua melhor face, e as credenciais com que impressionou aquando da sua chegada a Guimarães. Pôs a cabeça em água ao defesa central Maurício de cada vez que acelerou e impôs a sua velocidade e protagonizou o lance de maior perigo do jogo ainda na fase do inicial. Paulo Oliveira voltou a fazer dupla de centrais com Abdoulaye. Os dois construíram uma autêntica muralha defensiva: até ao momento em que o senegalês falhou. O jovem defesa, porém, não falhou e fez uma excelente exibição, travando por completo Fredy Montero. João Amorim foi aposta surpreendente. O defesa tem tido um início de carreira algo irregular. Esta época apenas tinha cumprido noventa minutos na equipa B  não sendo por isso esperado a sua utilização sobretudo pela disponibilidade de Pedro Correia. Voltou a jogar na primeira equipa e não comprometeu. Esteve irrepreensível defensivamente, faltando apenas um pouco mais aos ataques ofensiva.

Porto empata e em duas jornadas perde 4 pontos


Porto: O Porto acabou de empatar em casa com o Nacional da Madeira a uma bola e permite que os seus rivais aproximam-se de si tendo agora só 1 ponto de vantagem sobre o 2º lugar. O golo do Porto foi marcado na segunda parte por Jackson Martinez enquanto que o golo do Rondon foi apontado já perto do final. Apesar do empate,de apontar a boa exibição dos dragões até ao seu primeiro golo porque depois adormeceu deixando o Nacional crescer no jogo, tanto que conseguiu chegar ao empate e sair do Dragão com 1 ponto de vantagem. O Porto na 1º parte deu um festival de bola mas esteve demasiado perdulário na finalização e prova do domínio portista foi o facto do Nacional  ter apenas conseguindo só um remate durante a 1º período e um chuto no meio da rua. Na segunda parte o Porto chegou à vantagem por parte do Jackson Martinez aos 52 minutos, golo que fez mal à equipa portista que baixou a intensidade de jogo gerindo mais a posse de bola em vez de ir atrás de mais golos, facto que permitiu que os madeirenses pouco-a-pouco crescessem no jogo e aos 82 minutos  numa perda de bola de Otamendi, o Nacional aproveitou para empatar o jogo por Rondon, resultado que se manteve até ao final da partida. Antes de acabar a partida o Porto foi à procura de remediar o prejuízo num período em que a equipa desleixou-se taticamente permitindo que o Nacional subisse no terreno através de contra-ataques perigosos que podiam ter feitos outros estragos no reino do Dragão. O Porto mesmo no final teve uma oportunidade por Jackson Martinez que forma incrível falhou o golo que podia ter garantido os três pontos para o lado do Porto. De referir ainda a boa exibição do guarda-redes do Nacional que defendeu quase tudo neste jogo apenas deixando passar o cabeceamento do número 9 do Porto.

Benfica vence Braga num jogo onde o conjunto bracarense merecia mais


Benfica: O Benfica venceu esta tarde o Braga por 1-0 no Estádio da Luz com um golo do médio Matic e colou-se provisoriamente ao Porto no comando da Liga Portuguesa. No primeiro jogo após a suspensão de Jorge Jesus, foi o seu treinador adjunto que liderou a equipa nesta partida após o castigo aplicado ao técnico benfiquista pelo incidente de Guimarães. Antes da partida começar, Cardozo lesionou-se e deu origem a uma mexida do onze, onde a equipa técnica entregou o lugar do Tacuara a Lima e apostou em Djuricic para fazer o lugar de apoio ao ponta de lança. A equipa do Braga com este resultado aprofundou esta crise somando mais uma derrota às outras 4 que já registava antes de entrar em campo e assim começam a ficar cada vez mais dos lugares cimeiros comprometendo os objetivos da época. Num jogo onde o Benfica ficou muito aquém do que se esperava ganhando apenas por um momento de inspiração de Matic, o conjunto da Luz pouco fez para sair do jogo com os três pontos enquanto que o Braga apresentou-se com um conjunto muito bem organizado, lançando bom contra-ataques, teve as melhores oportunidades de golo mas insuficiente para sair de Lisboa com pontos da bagagem mas de registar que o conjunto de Jesualdo Ferreira merecia no mínimo o empate pelo que produziu em campo. Quanto ao jogo, O Braga entrou mais determinado e por isso conseguiu criar grandes oportunidades como o remate de Éder à barra, o Benfica tentava tomar contra do jogo mas sempre sem ideias no plano ofensivo e por isso pouco produziram até aqui enquanto que o Braga esteve sempre em cima do jogo. Na chegada ao intervalos pouco de viu do Benfica e era um jogo mais equilibrado do que emotivo.
   Na segunda parte, o Braga entrou outra vez melhor e logo aos 49 minutos mandou outra bola à barra por intermédio de Rafa e logo a seguir Alan falhou o golo de uma forma incrível sem tirando o mérito à defesa de Arthur Moraes. Apesar do Benfica ter muito posse de bola, pouco fazia para marcar tando sempre o Braga mais perto do golo e a meio da segunda Luisão fez um corte crucial para proteger o empate que nesta altura se via no placar. Com o colectivo muito parado foi num rasgo de Matic que o golo do Benfica surgiu aos 73 minutos numa boa jogada individual do sérvio que assim com este golo garantiu os três pontos com o Benfica a ganhar por 1-0, num jogo que o Braga merecia mais pelo que produziu durante a partida.


Protagonistas:

Benfica: Mau jogo da equipa benfiquista que só garantiu a vitória por causa de uma super exibição de um jogador Nemanja Matic, que hoje fez relembrar o porquê de andar nas bocas do mundo, enquanto que a equipa de Benfica não merecia mesmo a vitória de hoje. Para quem vê o Benfica de agora, não acredita que foi esta equipa que protagonizou uma super-época na temporada transata.

Braga: Apesar da derrota, o conjunto de Jesualdo Ferreira apresentou-se a um nível muito aceitável e é incompreensível porque o Braga está a realizar  uma época tão má.

NOTÍCIA DO DIA: MESSI VAI DEIXAR O BARCELONA NO PRÓXIMO VERÃO: Veja o video do último programa espanhol Punto Pelota onde François Gallardo divuldou esta "bomba"



A notícia está a chocar a Catalunha: Lionel Messi vai deixar o Barcelona, no final da temporada, por se sentir "traído". A revelação foi feita por François Gallardo, jornalista conhecidíssimo em Espanha, e não só, pelas informações exclusivas que costuma divulgar em primeira-mão. O jornalista, no programa televisivo Punto Pelota, afirmou que iria anunciar "uma bomba que paralisará o planeta futebolístico": "O que vou dizer talvez me faça receber críticas brutais mas não tenho problemas, não me preocupa. Sei quem encabeça a operação. A partir de agora ouvirei de tudo por ter revelado isto, mas as críticas importam-me zero", afirmou François Gallardo, que continuou: "No final de setembro, há apenas dois meses, um jogador blaugrana e os seus assessores reuniram-se com o Barça. O futebolista queria uma revisão do seu contrato e o clube catalão prometeu-lhe que a levaria a cabo. Acertaram um aumento. Contudo, ao fim de um mês, o clube contactou-os e explicou que não podia cumpri-lo", começou por explicar, chocando, depois, quando disse o nome do jogador a que se referia: "Desde há cerca de um mês que a relação dos seus assessores e o Barça é nula. O jogador sente-se traído e decidiu sair no final da época. Ele tem um acordo verbal com outra equipa e em fevereiro ou março vai começar a preparar a sua transferência. A decisão está tomada. Leo Messi vai deixar o Barça no final da época", atirou, surpreendendo a plateia do programa e rematando com a sua já conhecida frase: "Se não for verdade, desmintam-no". O elenco do referido programa pediu mais pormenores e Gallardo deu-os: "O Messi vai para um país muito próximo porque se sente traído. A situação é dificilmente reversível e os seus agentes já falaram com o seu possível clube de destino", explicou, rejeitando, no entanto, uma repetição do caso Figo e uma mudança de Camp Nou para o Real Madrid. Em causa, segundo relatos em Espanha, estará o rendimento do internacional argentino, sobretudo comparado com a mais recente contratação dos catalães, Neymar, que acredita-se que poderá estar a auferir cerca de 17 milhões de euros por ano. Messi quer chegar aos 18 milhões. 
Há alguns meses surgiu a informação de que a Adidas, empresa que patrocina o astro, poderia ajudar um clube a levar o jogador. O mais indicado seria o Bayern Munique, do seu ex-tecnico Pep Guardiola. Alêm de voltar a actuar com o treinador espanhol, a Adidas, marca que fornece o material desportivo aos bavaros, gostaria de ver o seu principal ator de propaganda a atuar em um dos seus clubes. Sua cláusula de rescisão atual é de 250 milhões de euros e o seu contrato vai até 2018. 

Porém, esta não é a primeira vez que Gallardo revela transferências surpreendentes, que nem sempre se concretizam. Há poucos dias, ele também garantiu a saída de Pedro do Barcelona. Em outros anos, disse que havia um pré-contrato de Guardiola com o City, assim como um acordo para Drogba ir para o Barcelona e, ainda, que o capitão do Chelsea, John Terry, poderia transferir-se para Valência.

Taça de Portugal: Clube da primeira liga outra vez na mira do Benfica, FC Porto enfrenta clube da segunda liga




Foi hoje realizado o sorteio dos oitavos de final da Taça de Portugal onde ditou que  FC Porto depois ter afastado o Vitoria de Guimarães, detentor do troféu, joga em casa com o Atlético CP, do segundo escalão do futebol portuguesa.
Já o Benfica, finalista na época passada, que eliminou o Sporting na ronda anterior, terá outra vez pela frente um equipa da Liga principal recebendo o Gil Vicente.
O sorteio também ditou mais dois confrontos entre equipas da liga, Rio Ave - Vitoria de Setúbal e o SC Braga - Arouca.
Recordamos ainda que a quarta eliminatória fica completa somente a 4 dezembro, com Sp. Covilhã - Leixões e Beira-Mar - Feirense.
O vencedor do confronto entre serranos e matosinhenses, vai medir forças com Estoril, para quem triunfar no duelo entre  Beira-Mar e Feirense terá pela frente a Académica.
Os jogos dos oitavos de final estão agendados para o próximo dia 5 de janeiro.

Sorteio:
SC Covilhã (L2)/Leixões (L2) - Estoril (L) 
Rio Ave (L) - V. Setúbal (L) 
Beira-Mar (L2)/Feirense (L2) - Académica (L) 
FC Porto (L) - Atlético (L2)
Marítimo (L) - Penafiel (L2)
Benfica (L) - Gil Vicente (L) 
Paços de Ferreira (L) - Desp. Aves (L2)

SC Braga (L) - Arouca (L) 

Por definir: 
SC Covilhã (L2) - Leixões (L2), 4 de dezembro ás 14 horas 
Beira-Mar (L2) - Feirense (L2), 4 de dezembro ás 15 horas